Alceu Valença levanta público no Polo Ponta Negra

Pelo terceiro ano consecutivo, o show do pernambucano Alceu Valença no Carnaval Multicultural de Natal, foi um dos mais concorridos da cidade, com milhares de pessoas que lotaram a Praça Ecológica de Ponta Negra, na noite deste domingo (26). O Polo Ponta Negra, um dos principais de Natal durante este período, foi ainda na noite de ontem, palco para encontro de blocos que circularam por várias ruas do bairro, e teve como atração de artistas locais, a banda DuSouto, que antes da apresentação de Alceu Valença, já lotou a praça e fez o público cantar e dançar com seu repertório autoral.
Aos primeiros acordes de frevo, maracatus e cirandas entoados pelos músicos de Alceu Valença, mesmo antes de sua entrada no palco, o público já respondia cantando suas músicas e foi ao delírio quando, ao som de Bicho Maluco Beleza, ele entrou em cena. O prefeito Carlos Eduardo, a primeira-dama Andréa Ramalho, o secretário Municipal de Cultura, Dácio Galvão, entre outros representantes do executivo Municipal, acompanharam o show.
Com uma banda composta por dez músicos, entre os quais seis com instrumentos de metais, Alceu Valença fez um show com repertório carnavalesco com frevos e cirandas para um público empolgado que respondia ao artista a cada música tocada. Sua empatia e presença de palco levou os natalenses e turistas presentes na Praça Ecológica (popularmente conhecida como Praça do Gringos) a cantar e vibrar com cada acorde que sua banda tocava. Com 71 anos, não parou de correr o palco, frevou e, como em outros shows de carnaval, incentivou as pessoas a se fantasiarem neste período, como forma representativa da festa que mais anima seus participantes.
“Quero agradecer à Prefeitura que pelo terceiro ano me trouxe para Natal e quero agradecer a vocês também”, disse em meio à sequência de cirandas, se dirigindo ao público. Alceu chamou ao palco o Rei Momo Bruno Borges e a rainha do Carnaval de Natal 2017, Rozenane Albuquerque, aplaudidos pela plateia. E a noite terminou com gostinho de quero mais depois de serem relembrados sucessos desde os anos 70 e 80 do pernambucano que sabe como levantar uma plateia.
Na primeira fila da plateia, cantando e dançando todas as músicas do repertório de Alceu Valença, estavam Mércia Pimenta, Auxiliadora Pinto e Jubiraci Costa. “Cantei todas as música”, garantiu Mércia, funcionária pública federal e fã do artista pernambucano. No Carnaval Multicultural da cidade, ela já o assistiu três vezes. “O carnaval de Natal vem melhorando e este ano está muito melhor, com muitos shows bons e em vários locais da cidade”, afirmou Auxiliadora ao lado do marido Geraldo Pinto. Como várias outras pessoas, eles estão em praia fora da cidade, mas vieram para Natal na noite do domingo somente para curtir o show de Alceu Valença.
Como as três amigas, um personagem bem conhecido da cidade, Zé Bonitinho, na pele do aposentado Adelson Reis, também elogiou a iniciativa da Prefeitura de Natal de retomar o carnaval da cidade, fazendo com as pessoas fiquem em Natal. Com sua caracterização do Zé Bonitinho, ele veio de Recife, para onde tinha ido participar dos blocos Galo da Madrugada e Homem da Meia Noite, especialmente para conferir o show de Alceu Valença. “E só vim porque Natal está mudando a ideologia dos carnavais, trazendo os carnavais como era antigamente, trazendo Alceu Valença, o maestro Spok, e também com essas bandinhas de frevo, e o que traz a população a brincar o carnaval mais tranquilo”, afirmou.
“O carnaval está muito além das expectativas. Nós imaginávamos que ia ser muito grande, mas está muito maior. Estou impressionado como o povo de Natal aderiu ao carnaval, voltou a brincar carnaval”, disse o prefeito Carlos Eduardo, na noite deste domingo, minutos antes do show de Alceu Valença, no polo Ponta Negra, elencando o percurso feito ontem passando pelos polos do Centro Histórico, Petrópolis (com dois pontos Atheneu e Praça Pedro Velho). “Esses lugares estão completamente lotados. Natal hoje está dando três grande show: Maria Alcina [no tradicional desfile das Kengas], Monobloco e Alceu Valença”, disse, destacando a alegria que o folião que escolheu a cidade para brincar o carnaval, tem por ter uma festa tranquila e com grandes atrações.
No polo Ponta Negra a festa começa cedo. Já no fim da tarde, blocos de rua promovem o encontro de foliões de todas as idades. Ontem, em um dos pontos de concentração do bairro o bloco Suvaco do Careca levou para o público duas atrações: na concentração, na rua Praia de Jenipabu, a bateria da Escola de Samba Balanço do Morro, acompanhada de passistas, deu ideia do que seria o cortejo pelas ruas de Ponta Negra. Quando os bonecos e estandartes entraram em cena, nos preparativos para a saída dos foliões, quem assumiu o comando das músicas foi a orquestra Dragões do Frevo, da cidade de Nova Cruz, que acompanha o bloco desde a sua criação, há sete anos. “O nome do bloco é uma alusão ao Suvaco do Cristo, do Rio de Janeiro, um dos maiores blocos carioca”, afirmou o diretor Léo Nunes e vocalista do bloco. O Suvaco do Careca é um dos blocos apoiados pela Lei Djalma Maranhão de incentivo à cultura da cidade e tem três músicas autorais.

Programação

Leia também

Leave a Reply