Espetáculo “GONZAGÃO – A LENDA” será apresentado em Natal

“Gonzagão – A Lenda”, musical com texto e direção assinados por João Falcão, chega a Natal (RN) para apresentações dias 04 e 05 de fevereiro, no Teatro Riachuelo Natal; e Recife (PE), de 10 a 12 de fevereiro, no Teatro RioMar Recife. Confira o serviço completo abaixo. Com patrocínio de Rede, uma das empresas líderes no mercado de meios de pagamento eletrônicos, o espetáculo teve sua estreia em outubro de 2012, no Rio de Janeiro. De lá pra cá foram 15 Estados percorridos, 27 cidades, 265 apresentações e 240 mil espectadores alcançados.

Há quatro anos em cartaz e com diversos prêmios e lindas críticas na bagagem, o espetáculo do autor e diretor João Falcão foi vencedor dos Prêmios:

– Prêmio Shell (2012) – Melhor Música;

– Prêmio APTR (2012) – Melhor Produção;

– Prêmio FITA (2013) – Melhor Espetáculo (Júri Popular), Melhor Direção e Melhor Figurino;

– Prêmio Bibi Ferreira (2014) nas categorias: Melhor roteiro original, Melhor Direção, Melhor Direção Musical e Melhor Musical Brasileiro;

– Prêmio Reverência (2016) – Melhor Autor (Texto Original ou Adaptação).

Gonzagão – A Lenda, também foi eleito em 2013 um dos cinco melhores musicais do ano pelos jornais O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo.

Sobre o espetáculo

“… O resultado é um espetáculo que a cada episódio da vida, seja ele fato ou ficção, evoca a música que se segue, em um conjunto alegre, que faz o público sentir a força da obra desse compositor/canto/sanfoneiro… ’Gonzagão – A Lenda’ é uma agradável e merecida homenagem e evocação de uma figura marcante, cujo sucesso marcou época. As melodias e ritmos do ‘rei do Baião’ que a compõem mostram bem o quão variadas são as formas da imensa riqueza da música popular brasileira.” (Barbara Heliodora – O Globo)

“…Comovente e ao mesmo tempo divertido, o musical ‘Gonzagão – A Lenda’ é um dos mais acertados tributos prestados ao cantor, compositor e sanfoneiro. No maior trunfo do espetáculo, dirigido pelo também pernambucano João Falcão, pequenas subversões evitam o caminho fácil da biografia linear… Com carisma contagiante e boa performance vocal, apresentam mais de 40 canções, escoltados por quatro afiados instrumentistas… ” (*** Rafael Teixeira – Veja Rio)

Oito atores e uma atriz se revezam no palco em uma viagem musical pela trajetória do Rei do Baião. Como em qualquer história de homem que vira mito, a vida de Luiz Gonzaga tem passagens em que as versões de seus biógrafos não convergem, em que realidade e fantasia se confundem, e o autor e diretor João Falcão se sentiu livre para tratar mais do mito do que do homem.

“É a história de Luiz Gonzaga, mas não é Wikipédia”, diz Falcão, que evitou qualquer didatismo na construção do texto, embora tenha lido vários livros sobre um dos artistas mais importantes da música brasileira, morto em 2 de agosto de 1989, cujo centenário de nascimento foi comemorado em dezembro de 2012.

Dentre as cerca de 40 canções que estão no espetáculo há sucessos como “Cintura fina”, “O xote das meninas”, “Qui nem jiló”, “Baião”, “Pau-de- arara” e sua mais célebre criação, “Asa branca”.

Nessa montagem, João Falcão apresentou um novo talento ao público: Marcelo Mimoso, que narra boa parte da história de Gonzaga no palco e canta a maioria das músicas, nunca tinha assistido a uma peça antes. Filho de sanfoneiro, Marcelo era taxista e também cantor de forró. Foi descoberto pelo diretor João Falcão numa noite em que se apresentava em um bar da Lapa. Hoje está produzindo seu primeiro CD solo.

Nasce uma cia teatral: Barca dos corações partidos

A continuidade do trabalho realizado em Gonzagão, deu ao conjunto de atores a possibilidade de formar uma cia teatral. A Barca dos Corações Partidos – Companhia Brasileira de Movimento e Som já possui três peças musicais em seu repertório: “Gonzagão – A Lenda”, com texto e direção de João Falcão, “Ópera do Malandro”, de Chico Buarque, também com direção de João Falcão, e Auê, com direção de Duda Maia. Os 3 projetos foram idealizados por Andréa Alves e são uma realização da Sarau Agência de Cultura Brasileira, a qual a companhia é associada. “A Barca” é fruto de um encontro entre artistas que não sabem ao certo se são músicos, atores, cantores ou palhaços, mas que encontram prazer e liberdade na brincadeira do teatro. Compartilhando conhecimentos e objetivos entre seus parceiros de ofício, a companhia busca encontros cada vez mais autênticos com o público.

NATAL (RN)
Dias 04 e 05 de fevereiro
Sábado, às 21h
Domingo, às 20h
Teatro Riachuelo (Av. Bernardo Vieira, 3775 / Natal – RN)
www.teatroriachuelonatal.com.br

 

INGRESSOS:

Setor

Inteira

Meia-Entrada

Frisas

R$ 50,00

R$ 25,00

Balcão Nobre

R$ 50,00

R$ 25,00

Plateia (O-B)

R$ 120,00

R$ 60,00

Plateia (O-A)

R$ 160,00

R$ 80,00

Camarote

R$ 160,00

R$ 80,00

Leia também

Leave a Reply